“Cia Uma” apresenta espetáculo sobre violência contra a mulher durante I Feira da Economia Feminista e Solidária.

Através do patrocínio garantido com a vitória no prêmio BNB de Cultura 2010 na categoria teatro, o espetáculo “Véu, uma poética do só” tem rodado diversas cidades do Nordeste. A turnê que trás essa montagem com uma temática artística e social desembarca hoje em Mossoró para tocar num tema que muito interessa à população: a violência contra a mulher.

A montagem será apresentada hoje, a partir das 17h durante a I Feira Territorial da Economia Feminista e Solidária realizada através de uma parceria entre o grupo Mulheres em Ação e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). “Sempre procuramos nos articular com grupos para atingir diversos segmentos sociais em espaços alternativos”, explica Luiz Antônio Júnior, ator e integrante do grupo baiano Uma Companhia, responsável pelo espetáculo.

Como o nome já antecipa, o espetáculo é um solo onde durante 45 minutos os expectadores assistem a depoimentos, casos, músicas e contos sobre esse grave problema que atinge pontos extremos do nosso país. “Todas as composições feitas durante a apresentação alertam sobre o problema da violência contra a mulher. Nós temos conseguido circular pelo nordeste alertando e conhecendo a realidade das mulheres”, explica Luiz.

Dados apresentados durante o espetáculo mostram que no Brasil uma mulher é agredida a cada 15 segundos. “A violência existe, mas ainda está muito velada”, constata o ator. Além de apresentar o espetáculo, Luiz e a segunda integrante da companhia, a dramaturga Ana Paula Carneiro irão aplicar questionários a mulheres com o objetivo de traçar um panorama dos casos de violência na cidade.

Serão 120 questionários respondidos por mulheres de todas as idades e classes sociais. “Esse material que também está sendo feito em outras cidades por onde passamos será publicado no nosso blog e também entregue às promotorias de justiça para mostrar que a sociedade civil está denunciando essa situação”, explica Luiz.

Outra atividade realizada pelo grupo durante todo dia serão oficinas com outros atores de companhias da cidade e também uma oficina de bonecas de pano ministrada por Ana Paula. “Enquanto fazem as bonecas as mulheres se sentem à vontade para falarem sobre a violência que sofreram. Elas acabam contando suas histórias”, diz a dramaturga. Através do espetáculo e das oficinas, a dupla que compõe a Cia Uma busca difundir a consciência de respeito às mulheres na sociedade.

A Feira da Economia Feminista e Solidária, onde a peça será apresentada acontece até amanhã na Praça de Alimentação Deputado Carlos Alberto, ao lado do espaço Carcará, no centro da cidade. No evento 150 mulheres de 31 municípios do estado comercializam artigos produzidos por elas através da economia solidária. Os produtos vão desde alimentos até artesanato produzidos a partir da auto-organização de mulheres dos municípios integrantes dos territórios Assu-Mossoró, Sertão do Apodi, Mato Grande, Seridó e Alto Oeste.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s