Do Brasil para África

Coordenação dos Movimentos Sociais do Brasil envia carta ao FSM, que acotece em Dakar/África do Sul

A Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), a qual a Marcha Mundial das Mulheres faz parte enviou uma carta para o Fórum Social Mundial da África do Sul. O documento expressa o compromisso e a necessidade de transformar o FSM, que acontece de 6 a 11 de fevereiro na capital senegalesa, Dakar, em mais um espaço de solidariedade internacional entre os povos.

Abaixo, a íntegra da Carta da CMS.

O mundo está com os olhos sobre o continente africano. As heróicas jornadas de lutas que ocorrem na Tunísia, Jordânia e Egito, contra as ditaduras mantidas com o apoio das grandes potências, são um exemplo das mudanças pelas quais passa o continente. Já repleto de simbolismo, o Fórum Social Mundial torna-se palco da solidariedade aos povos em luta pela construção de uma nova realidade política no continente africano, com governos democráticos que afirmem a soberania popular e não transformem seus países em marionete dos interesses externos.

Nós, movimentos sociais brasileiros, reunidos na Coordenação de Movimentos Sociais – CMS, unidos ao continente africano pelo “grande rio” chamado Atlântico Sul, reafirmamos nosso compromisso histórico e solidário com as lutas do povo africano pelo fim do colonialismo, contra a militarização, patriarcado, pelos direitos dos migrantes, por soberania.

A atual conjuntura nos coloca enormes desafios. A grave crise econômica e financeira que tem como centro os países desenvolvidos continua forte e intensa. Seus governantes, em encontros como o de Davos, tramam políticas para que os trabalhadores e os países do sul paguem pelos custos da crise. As formulas são sempre as mesmas, cortes de salários e direitos, arrocho fiscal, recessão, políticas xenófobas contra os migrantes. Estimulam conflitos de secessão e usam a OTAN para ampliar – seja no mar ou na terra – a militarização, sempre com o intuito de saquear e controlar recursos naturais que eles próprios dilapidaram.

Em contraposição a este receituário de exclusão, a CMS Brasil conclama a todos e todas para que debatam estratégias e construam convergências, organizando uma nova jornada de lutas global contra a crise, a militarização, o neocolonialismo, as mudanças climáticas e os direitos dos povos e nações.

Com este objetivo e compromisso, nosso encontro neste Fórum tem lugar marcado: será na Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais. Neste espaço de confluências, vamos coletivizar nossas agendas, consolidar e fortalecer nossas bandeiras, para que, com unidade na diversidade, construamos um calendário de lutas onde caibam todos e todas, sinalizando o amanhã de justiça, solidariedade, independência e paz.

Contamos com sua presença dia 10, na Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais.

CUT, MST, CMP, UNE, UBES, ABI, CNBB/OS, Grito dos Excluídos, Marcha Mundial das Mulheres, UBM, Conem, Unegro, MTD, MTST, Contee, CNTE, Conam, UNMP, Ação Cidadania, Cebrapaz, Abraço, CGTB, Intervozes, CNQ, FUP, Sintap, ANPG, CTB, CMB, MNLN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s