PARCERIA

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através da Base de Pesquisa Poder Local, Desenvolvimento e Políticas Públicas, realiza projeto em parceria com o Centro Feminista 8 de Março


A coordenação do projeto “Mulheres, desenvolvimento e políticas públicas: capacitação para construção de equipamentos sociais no Oeste Potiguar” realizou, no último dia 26, reunião de planejamento com bolsistas e voluntárias para dar início às atividades do projeto no início de maio.

Esse projeto tem como objetivo elaborar, de forma participativa, uma proposta de implementação de equipamentos sociais de socialização do trabalho doméstico e dialogar com os gestores municipais para sua execução. Além de gestores e técnicos de extensão rural, a ação tem como beneficiárias diretas 100 mulheres de 8 grupos produtivos dos municípios de Baraúna, Caraúbas, Mossoró e Upanema. Indiretamente serão beneficiadas as famílias e comunidades dessas mulheres, que terão a possibilidade de alterarem sua realidade, através de conhecimentos dos direitos e fortalecimento da organização comunitária para lutarem por instalação de equipamentos sociais em suas comunidades.

O Centro Feminista 8 de Março irá contribuir com a metodologia de trabalho com mulheres, em especial com as trabalhadoras rurais, por já ter uma experiência de quase 20 anos com mulheres de bairros populares e de áreas de assentamentos rurais.

Acompanhe as atividades do projeto na página da http://basepoderlocal.wordpress.com/

O projeto Mulheres, desenvolvimento e políticas públicas: capacitação para construção de equipamentos sociais no Oeste Potiguar, traz a cena acadêmica uma proposta de intervenção nas microrregiões do oeste potiguar, com parcerias que já acumulam uma vasta experiência na área, como o Centro Feminista 8 de Março, Marcha Mundial das Mulheres e a Rede Xique Xique de Comercialização Solidária.
O Projeto propõe diagnósticos, ação de qualificação, oficinas, seminários e a elaboração de propostas, além do diálogo com o poder público municipal, tudo isso contando com uma equipe multidisciplinar envolvendo conhecimentos em gênero e desenvolvimento local, com estudos e publicações sobre o tema. Uma das metas do projeto consiste na contribuição com a potencialização das oportunidades para as mulheres, na medida em que, em suas comunidades, poderá ser repensado o trabalho doméstico não apenas como uma responsabilidade exclusiva das mulheres, mas com a socialização com a família e com o Estado.
O projeto executado pela Base de Pesquisa Poder Local Desenvolvimento e Políticas Públicas estima a elaboração de forma participativa de sugestões de implementação de equipamentos sociais de socialização do trabalho doméstico bem como dialogar com os gestores municipais para sua execução. Além de gestores e técnicos de extensão rural, a ação tem como beneficiárias diretas 100 mulheres de oito grupos produtivos de Baraúna, Caraúbas, Mossoró e Upanema.
Portanto esse projeto é essencialmente multidisciplinar e interdisciplinar na medida em que propõe uma intervenção planejada dentro de uma metodologia de participação, onde as mulheres terão oportunidade de compreender temas sobre gênero e desenvolvimento e contribuir na elaboração das propostas de socialização do trabalho doméstico, tendo como beneficiários indiretos as famílias e comunidades dessas mulheres, que terão a possibilidade de alterarem sua realidade através de conhecimentos dos direitos e fortalecimento da organização comunitária para lutarem por instalação de equipamentos sociais na comunidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s