Em Mossoró, o 8 de março contará com programação intensa e um ato de mil mulheres contra a reforma da Previdência

DSC_0028 (2).JPG

Representantes de mais de trinta instituições participaram da plenária da Marcha Mundial das Mulheres, que ocorreu ontem pela manhã no Centro Feminista, em preparação para o 8 de março. Para este ano, a ideia é realizar um dia inteiro de atividades com um seminário sobre a reforma da Previdência, audiência pública e um ato de rua no centro da cidade.

Sindicalistas, populares, mulheres do campo e da cidade, de diversos municípios circunvizinhos e de Mossoró, dialogaram sobre as principais pautas e construíram uma programação intensa de mobilização centrada no enfrentamento à reforma da previdência enviada ao Congresso por Michel Temer “esta reforma dificultará o acesso à aposentadoria, acarretará em retrocessos para a classe trabalhadora, e mais ainda para nós mulheres” é o que diz Raimunda Soares do Sindicato dos Comerciários de Mossoró, SECOM.

Caso seja aprovada na forma como foi enviada, a reforma fará com que o povo brasileiro se aposente mais tarde e com valores de benefícios menores. Rita Gomes, de Agrovila Palmares, diz que as mulheres rurais estão conscientes dos riscos que a reforma pode submetê-las: “as trabalhadoras rurais já estão cientes e afiadas. E a gente tem que lutar antes da coisa acontecer. Imagine aí a aposentadoria desvinculada do salário mínimo! E eles querem igualar a idade de aposentadoria da gente com a dos homens. É tanta coisa ruim!” ao que Eliete Vieira do Sindiserpum completa: “São as mulheres que estão mais expostas aos trabalhos precarizados e acumulam o trabalho doméstico e do cuidado. Essa reforma da previdência que eles querem fazer é cruel. Não podemos aceitar.”.

A meta é mobilizar mil mulheres. Conceição Dantas, da coordenação da Marcha Mundial das Mulheres diz que “nós queremos fazer o maior ato de 8 de março que Mossoró já teve nos últimos tempos pra dizer que nós estamos alertas a tudo que esse golpe quer nos impor. Vamos mobilizar grupo por grupo, mulher por mulher. Vamos mostrar que não temos medo da luta.”.

Na plenária foi tirada uma comissão para fechar a programação com horários e locais das atividades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s