Centro Feminista 8 de Março celebra 15 anos da Lei Maria da Penha e renovação do convênio para continuidade da Casa de Acolhimento Anatália de Melo Alves

Na última sexta-feira, 13, o Centro Feminista 8 de Março realizou um evento em celebração aos 15 anos da Lei Maria da Penha, com um debate sobre os desafios da lei na atualidade. Na ocasião também foi anunciada a renovação do convênio entre o Governo do Estado do Rio Grande do Norte e o CF8, que garante a continuidade da Casa de Acolhimento Anatália de Melo Alves. A atividade teve a participação de representantes das organizações que compõem a rede de proteção, grupos e movimentos de mulheres.

A Promotora de Justiça e coordenadora do Núcleo de Apoio à Mulher Vítima de Violência Doméstica (Namvid) do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), Érica Canuto Veras falou sobre o papel da escuta como forma de acolhimento às mulheres vítimas de violência: “Nós escutamos mulheres. O movimento feminista escuta mulheres o Centro Feminista 8 de Março escuta mulheres, a Delegacia da Mulher escuta mulheres, o Ministério Público escuta mulheres”. A promotora falou ainda que muitas vezes, nos relatos que ela mesma acompanha, as mulheres se mostram preocupadas e sem saber pra onde ir: “a casa abrigo é o estado dizendo: ‘venha, eu vou cuidar de você’”, disse. 

Ao falar sobre a renovação do convênio para a continuidade da Casa de Acolhimento , a Secretária de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), Iris Maria de Oliveira, reafirmou a importância da parceria entre o governo do estado e o CF8: “felizmente tudo caminhou ora que esta casa estivesse em Mossoró e pudesse ser resultante de uma parceria muito fecunda do governo da professora Fátima Bezerra e o Centro Feminista 8 de Março, que no estado do Rio Grande do Norte é, realmente, a referência em termos de conhecimento, de expertise e de dedicação a essa causa”.

Conceição Dantas, coordenadora do Centro Feminista 8 de Março comentou que o estado passa por uma série de conquistas pelas quais o movimento feminista sempre lutou, mas lembrou que ainda há muito a lutar. E que para que se possa enfrentar a violência contra a mulher, o primeiro passo é a denúncia, enfatizando que as mulheres não estão sozinhas e que podem contar com a casa de acolhimento e com a rede de proteção. “Nós estamos vendo constituir uma rede de combate à violência contra as mulheres. A governadora anunciou que vai criar mais três delegacias especializadas de combate à violência contra a mulher, nós temos uma casa de acolhimento que é uma das melhores do Brasil em termos de assistência, com uma equipe multidisciplinar. E essas mulheres têm condições de estar lá, se recompor e seguir a sua própria vida”, declarou. 

A Secretária de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (SEMJIDH), Júlia Arruda, falou sobre a importância do diálogo entre as entidades que compõem a rede: “um dos papéis da nossa secretaria é dar voz e vez a esses grupos mais vulnerabilizados da nossa população. É uma secretaria que partiu do movimento social e hoje ela serve também de um elo de ligação com as demais áreas de atuação e por isso a importância de estabelecermos aqui parcerias e oportunizar a essas mulheres que estão no círculo de violência que possam romper com esse círculo”. 

A deputada estadual Isolda Dantas (PT/RN), que sempre atuou no movimento feminista, aproveitou a oportunidade para reivindicar às autoridades presentes as providências necessárias para a transformação da DEAM de Mossoró em Delegacia da Mulher 24 horas. O documento deve ser formalizado e enviado à governadora Fátima Bezerra. “É fundamental que todas as políticas pensadas para as mulheres, especialmente, cheguem, sejam interiorizadas. Mossoró precisa ter uma delegacia 24h para contribuir com a rede de acolhimento das mulheres vítimas de violência”, reivindicou a deputada em sua fala.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s