Romana,

 

 

 

 

 

 

O relógio do corredor parou

deixando a madrugada suspensa no ar 

quanto de sonho dor desejo beijo

se prolongou ou se perdeu

Atado a esse instante

quantos versos bailaram em minhas mãos( em tuas mãos) sem inscrever-se

Até que desmentindo o relógio o dia

amanhecesse e

desatasse a madrugada suspensa no ar.

(Márcia Maia – Adaptação)

Romana estarás sempre conosco!!!

Sua alegria, seu brilho, sua força, sua luta para mudar o mundo, para mudar a vida das mulheres, para mudar as nossas próprias vidas. 

Centro Feminista 08 de Março.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s