Centro Feminista rumo ao III Encontro Nacional de Agroecologia

Imagem

Quinta-feira, 15, sairá de Mossoró, da praça da Igreja do Perpétuo Socorro, o ônibus da delegação do Rio Grande do Norte rumo ao terceiro Encontro Nacional de Agroecologia, ENA. O encontro será realizado de 16 a 19 de maio, em Juazeiro (BA), com o lema “Cuidar da Terra, Alimentar a Saúde, Cultivar o Futuro”. Cerca de 2 mil pessoas de todo o país, dentre elas 70% agricultoras e agricultores, e diversos segmentos da sociedade, participarão de seminários, debates e atividades culturais.

A delegação do RN é de 47 pessoas, composta por agricultores da região e representantes de movimentos sociais que fazem e constroem a agroecologia. Para Rejane Medeiros, do Centro Feminista 8 de Março e da Marcha Mundial das Mulheres, “é muito importante a nossa participação neste encontro. A agroecologia era um debate muito masculino, mas nós mulheres fomos reivindicando nossos espaços e buscando visibilizar nosso protagonismo dentro do processo agroecológico que não trata apenas das plantas e das terras, mas também da relação de igualdade entre as pessoas”. Desde o último ENA, a paridade de participação é recomendação que tem sido respeitada.

Francisca Carvalho, mais conhecida como Kika, agricultora da região da Chapada do Apodi, P.A Laje do Meio, e também atuante no sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Apodi e militante da Marcha Mundial das Mulheres fala: “estamos muita animadas para as trocas de experiências, pra aprender e ensinar e pra defender nosso território da Chapada do Apodi que está ameaçado pelo projeto do DNOCS e do agronegócio. Lutar e resistir pela Chapada do Apodi”.

A caravana agroecológica, encontro regional de preparação para o ENA aconteceu aqui na Chapada do Apodi do RN, em outubro do ano passado, e além das trocas de experiências agroecológicas desenvolvidas na região, fez a denúncia do quão prejudicial para a agricultura familiar, responsável por 70% da alimentação que chega a mesa dos brasileiros, é o projeto do Perímetro Irrigado do DNOCS.

 

III ENA

 

Este ano de 2014 é o ano internacional da agroecologia. O III ENA acontece como importante espaço de organização e também pressão política fundamental para a expressão democrática de uma significativa parcela da sociedade brasileira: a de agricultores e agricultoras.

O evento que ocorrerá na Universidade Federal do Vale São Francisco (Univasf), organizado pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), com a participação de diversas entidades que compõe esta rede, além de movimentos sociais do campo, da saúde, da economia solidária e do feminismo, é o resultado de um processo de mapeamento e visita a experiências concretas por meio de Caravanas Agroecológicas e Culturais, que começaram em 2013.

Como atividades do encontro, estão previstas a  “Feira de Saberes e Sabores”, espaço aberto aos moradores de Juazeiro e região, com produtos agroecológicos da agricultura familiar e das populações tradicionais de todo o país e ainda, palestras com intelectuais nacionais e internacionais e um grande show na noite de sábado. A programação (veja versão provisória anexa) vai ajudar a responder: “por que interessa à sociedade apoiar a agroecologia?”.

Os diversos seminários temáticos ajudarão a compreender o entrelaçamento da relação entre a produção de alimentos e o cotidiano de toda a população. Estão em pauta  temas como o acesso livre e universal às sementes em contraposição aos transgênicos; agrotóxicos, contaminação e saúde; reforma agrária e direitos territoriais; acesso a mercados locais e institucionais; agricultura nas cidades; os direitos das mulheres e o direito à comunicação.

A participação do GT de Mulheres da ANA, junto aos movimentos feministas terá como destaque o lema SEM FEMISMO NÃO HÁ AGROECOLOGIA reforçando a importância das mulheres na construção de uma alternativa de vida e produção que respeita o meio ambiente levando em conta as pessoas que nele vivem, e por isso, a fundamental defesa da participação e dos direitos das mulheres.

Ao final do evento será entregue a representantes do governo uma carta política sobre as discussões nas atividades e demandas do movimento agroeocológico no Brasil.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s