Feira de economia feminista com programação cultural acontecerá nesta terça, 7, em Natal

Mulheres na feira 2- Arquivo Centro Feminista

       Na terça, 7, acontecerá a Feira de Economia Feminista do Semiárido. Aberta ao público geral, a feira estará montada no D. Beach Resort, em Ponta Negra, a partir das 19h. Além da comercialização de produtos que vão desde a alimentação a artesanato produzido pelas mulheres do semiárido, o evento contará com uma programação cultural ao som da Cantora Dani Cruz e banda.

           Cada região do semiárido tem suas especificidades. A Feira Feminista do Semiárido mostrará a riqueza que há em cada estado e a diversidade que as mulheres do semiárido produzem: “teremos uma barraca por estado com doces, artesanatos, óleos, chás, mel de abelha, sementes e muito mais.”, diz Ivi Dantas, do Centro Feminista 8 de Março, da realização do evento.

        A diversidade de produtos aliada à boa música torna a feira ainda mais especial: “será um momento de socialização e de celebrar os saberes e sabores do nosso semiárido”, completa Ivi. Com um show em homenagem a Dominguinhos, a cantora Dani Cruz interpretará canções consagradas que ganham novas versões pela banda composta por Nino Costa (guitarra), Daniel Ribeiro (baixo), Anderson Melo (bateria) e Roberta Karin (percussão) e, além do forró, Dani também cantará músicas de seus repertórios com influências no samba e jazz.

        A feira feminista está dentro da programação do Encontro Mulheres do Semiárido que ocorre em Natal nos dias 6, 7 e 8 de novembro. Serão 120 mulheres dos 10 estados do semiárido brasileiro se encontrarão para a troca de conhecimentos e experiências a partir de suas vivências nos quintais produtivos e/ou com as tecnologias sociais em seus territórios. O encontro tem a realização do Centro Feminista 8 de Março – CF8 e Articulação Semiárido Brasileiro – ASA, com o patrocínio da Fundação Banco do Brasil, Ministério do Desenvolvimento Social e o co-financiamento da União Europeia.

Sobre Mulheres do Semiárido:

     No encontro estarão presentes agricultoras e experimentadoras, estudantes, professoras, militantes dos movimentos de mulheres e movimentos sociais em uma programação que contará com mesas de debate, rodas de conversa e intervenções culturais. “Este encontro vem sendo desejado e pensado desde a reunião de mulheres do último ENCONASA [encontro nacional da ASA, que aconteceu em 2015, em Mossoró]”, conta Ivi Aliana, do Centro Feminista, e complementa: “Vai ser um momento para refletir a produção dos quintais e a autonomia das mulheres nesses espaços geradores de vida e renda, dialogar a partir dos desafios e das conquistas das mulheres do semiárido e pensar as perspectivas para a atual conjuntura.

      Mulheres do Semiárido também será parte da preparação para o IV Encontro Nacional de Agroecologia – ENA, coordenando pela Articulação Nacional de Agroecologia – ANA, com o lema “Agroecologia e Democracia unindo campo e cidade” entre 31 de maio e 3 de junho de 2018, na cidade de Belo Horizonte.

Programação do Encontro Mulheres do Semiárido

panfleto mulheres do semiárido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s